22/07/2016

Salário de um Engenheiro



A profissão de engenheiro já é regulamentada no Brasil desde 1933, e atualmente é uma das áreas que mais paga bem. 

O profissional de engenharia tem o piso salarial estabelecido por lei federal (4.950-A/66) e fiscalizado pelo Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA) com amparo dos sindicatos da categoria. Caso haja convenção coletiva de trabalho (por exemplo SINAENCO) ou Acordo Coletivo de Trabalho, onde consta outro valor, o mesmo é que deverá ser respeitado.

Lei nº 4.950-A, de 22 de abril de 1966. Resolução nº 397, de 11 de agosto de 1995
  • 6h:00 diárias - 6 salários mínimos
  • 7h:00 diárias - 7,25 salários mínimos
  • 8h:00 diárias - 8,5 salários mínimos

Mas, todos sabemos que nem sempre o empregador cumpre o que está disposto em lei, e muitas vezes o engenheiro é contratado como analista. Onde, se tem mão de obra qualificada por um baixo "preço", e ainda tem a novela dos recém-formados, que para algumas empresas acaba saindo “caro”, tendo em vista o risco da sua “inexperiência”.

Os dados abaixo foram recolhidos do CREA - RJ.

Salário Mínimo Atual: R$ 880,00


SMP - Salário Mínimo Profissional

Acrescidos 25% às horas trabalhadas além da jornada de 6 horas (Lei 4.950-A/66);

Acrescidos 50% às horas trabalhadas além da jornada de 8 horas (CLT);

Jornada de 44 horas semanais, o salário deverá corresponder a 8 horas.


Mesmo com o piso salarial, há profissionais que ganham muito mais de acordo com o g1, a exemplo do Engenheiro de Processos e de Projetos que pode chegar a R$ 25 mil.  E, ainda arrisco afirmar que a média para um Estagiário de Engenharia é de aproximadamente R$ 1.600,00.