Sobre

Mulheres na Engenharia


O Mulheres na Engenharia nasceu em 2013 da vontade de uma jovem em ajudar, expor ideias, procurar algo novo e encontrar outras meninas que com muita coragem também decidiram que é isso que elas querem, os mesmos problemas, dificuldades, compartilhando o mesmo sonho, paixão e alegrias da área. 

O início desse "projeto" se deu com a page no Facebook onde teve uma boa aceitação. E sem muitas informações sobre esse mercado para mulheres, o objetivo atual é  mostrar que a mulher pode cursar a área de exatas e ser reconhecida por isso. Que se pode ser feminina e fazer engenharia ou qualquer outra área da tecnologia sem "descer do salto".

O Mulheres na Engenharia já passou por vários problemas, mas, felizmente isso faz parte da vida. É assim que amadurecemos. 

E, hoje somos o 1º Blog de Engenharia voltado totalmente para o público feminino no Brasil, sempre que possível trazendo notícias, novidades e muito mais que ainda virá, sem deixar o bom humor. 

Na Mídia


"Cherolee fundou a página Mulheres na Engenharia em 2014 e diz que esta acabou se tornando um canal motivador para aquelas que querem cursar engenharia mas tem medo de como vai ser recebida “Nosso objetivo é mostrar que mulheres podem cursar uma área de exata e ser reconhecida por isso. O retorno que tenho obtido é bem positivo, pois elas interagem e algumas até compartilham experiências sejam boas ou ruins”...

... A jovem Cherolee Ramos faz parte desse pequeno grupo de aspirante a engenheiras, ela está finalizando seu curso de Engenharia Mecânica e escreve o blog Mulheres na Engenharia onde ela conta que teve pouco incentivo externo para perseguir sua escolha de estudo, mas não desistiu. Na sua entrevista para o Adzuna ela comenta sobre as dificuldades e como fez a sua escolha de profissão...


Sobre a Autora...


Eu, Cherolee Ramos recém formada em Engenharia Mecânica, conhecida e chamada por muitos apenas de "Lee", iniciei a faculdade com apenas 17 anos (Noooossa! Tão nova), sim sou de 94,  entrei com a cara e coragem sempre ouvindo  que não era aquilo que eu devia fazer (porque era muito díficil.... Eu sou mulher...) mas, graças a Deus concluí, é difícil, mas não impossível.  Agora, com planos de expandir e fazer conhecido o Mulheres na Engenharia. 


Obrigada por fazerem parte dessa comunidade! 

Bjin e Sucesso 
Lee Ramos