06/10/2015

Olive Dennis e as viagens ferroviárias


Olive Dennis(1885 – 1957) foi educada no Colégio Goucher, em Maryland e na Universidade de Columbia, em Nova York. Mais tarde, por dez anos ela lecionou matemática nas escolas de Baltimore. Dennis foi a segunda mulher a se formar em engenharia civil pela Universidade de Cornell. Ela
também realizou um mestrado em matemática e astronomia na Universidade de Columbia. Por ser mulher, Olive encontrou dificuldades para achar trabalho como engenheira. Mas, finalmente, em setembro de 1920, começou a trabalhar como desenhista no departamento de engenharia para as Ferrovias Baltimore e Ohio (B & O).

Logo, em novembro de 1921, Olive foi designada como engenheira de serviço. Sendo responsável pelo melhoraramento do serviço de passageiros na B & O.

Durante os próximos 30 anos, sempre inovando ela contribui para o conforto dos passageiros de várias maneiras. Inventou e manteve a patente das aberturas de janelas individuais podendo ser controlado pelo próprio passageiro. Ela também desempenhou um importante papel no sistema de condicionadores de ar, luzes de teto que podem ser regulados durante a noite, assentos individuais reclináveis, criação de estofos resistentes a mancha, camarins maiores para as mulheres fornecidos com toalhas de papel, sabonete líquido e taças.

Outras ferroviárias seguiram o mesmo exemplo nos anos que se seguiram, e os ônibus e companhias aéreas, por sua vez tiveram que atualizar o seu nível de conforto, a fim de competir com as ferrovias.